Fixo é seis vezes mais barato que celular

Marili Ribeiro

11 de fevereiro de 2010 | 17h39

Logo mais, a operadora Telefônica põe no ar um comercial de tevê que escancara aquilo que todo o consumidor deveria estar cansado de saber: usar o telefone fixo pode ser infinitamente mais barato. A propaganda, que usa um bagunceiro cão labrador para cativar os telespectadores, informa que ligações feitas a partir de telefone fixo têm o minuto seis vezes mais barato do que às realizadas por celular. Ironicamente batizado de pré-pago, o cão é mantido fora de casa. A insinuação é óbvia. Use celular só na rua.

Um estudo comparativo da consultoria Bernstein Research, divulgado no mês passado, apontou a tarifa média de celular no Brasil como a segunda mais cara do mundo. O custo médio da ligação local por celular no Brasil é de R$ 0,45 o minuto. Este valor só fica atrás do custo praticado na África do Sul, onde os usuários pagam o equivalente a R$ 0,50 por minuto de conversação no celular. As tarifas mais econômicas são registradas na Ásia e na América do Norte. Na China, Indonésia e Estados Unidos, por exemplo, o custo do minuto de conversação é de R$ 0,06. O valor mais baixo registrado no estudo é de R$ 0,02, na Índia. Dá para acreditar?

O comercial da Telefônica é parte da estratégia de valorização da telefonia fixa. Uma medida mais que recomendada, já que as operadoras do segmento perdem clientes em escala crescente. Hoje há mais de 168 milhões de celulares no País contra menos de 50 milhões de linhas fixas. A conta já foi o contrário. Atualmente a Telefônica opera cerca de 11 milhões de linhas fixas em 622 municípios do Estado de São Paulo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.