Mini Cooper vira burguer

Marili Ribeiro

17 de dezembro de 2009 | 11h32

ham

Verba de marketing não muito robusta, mas de uma marca glamourosa, pode resultar em boas sacadas, desde que, lógico, a agência contratada se disponha a triangular interesses. Um caso do gênero é o do sanduíche acima. Ele foi inspirado no carrinho inglês Mini Cooper, que faz pouco tempo começou a ser comercializado oficialmente no Brasil.

A proposta da agência Pepper era desenvolver uma promoção na Lanchonete da Cidade, que atinge o público alvo do carro, dando visibilidade para a marca e convidando os participantes para um test-drive. A primeira barreira foi superar as restrições do guia da marca, que é global e restringe o uso da assinatura em muitas situações. Depois, foi convencer os sócios da sanduicheira, que adota um estilo discreto em matéria de marketing, a criar um produto com toque inglês. Algo discreto e elegante.

Após as conversas e devidas negociações, entrou no cardápio da Lanchonete o ‘Cooperburguer’, feito com ingredientes made in England. Em 40 dias de promoção, foram vendidos 7.500 sanduiches, tornando a novidade o segundo lugar na preferência dos consumidores do lugar. O novo hambúrguer perdeu apenas para o líder inconteste Bombom. Resultado virou opção do cardápio fixo. E, como contam os envolvidos “é um caso de promoção que virou produto”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.