finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Nóia de mulher com cabelo ganha comercial poema

Marili Ribeiro

22 de outubro de 2011 | 13h27

Mulher ama seus cabelos. Na verdade, é obcecada por cada fio. Ciente disso, a Natura, que vamos combinar tem o mérito de se esmerar em sua comunicação pública, criou um “poema comercial”. A pena é que os custos abusivos, cobrados pelas emissoras abertas de televisão para veiculação, limitem a exposição na mídia de massa a poucas inserções do filme publicitário original, que tinha um minuto de duração.

A versão que está agora no ar tem meros 30 segundos. Mas, a web garante, via o Portal YouTube, a exibição integral. Vale ver. É uma delicinha em especial pela música na voz da cantora Marina Santana.

A criação da peça é da agência de propaganda Taterka e inaugura a campanha da linha de produtos Natura Plant, que diz a empresa resolve todos os dramas da diversidade capilar da brasileira. O primeiro passo foi selecionar pelas ruas de várias cidades 270 mulheres em seus diferentes tipos de cabelo. Dessas, 16 participam do filme. Sob a chancela “Declaração”, o comercial estreou em 10 de outubro e virou Trending Topic no Twitter minutos depois.

Canal alternativo e libertador

Observo que a saída das mídias digitais recupera o status de qualidade da propaganda brasileira. Várias campanhas ganham gás graças aos desdobramentos que esses novos canais de comunicação ajudam a ampliar.

A ditadura dos comerciais de 30 segundos, motivada pelos altos preços, perde veiculação em quantidade. A estratégia das empresas têm sido apelar para plano de programação de mídia que exponha os comerciais maiores de um minuto por apenas por alguns dias. Logo depois, reduzem as versões comerciais que apenas mostram o produto e dizem: compre. Toda a criação para convencer o consumidor a comprar está na internet. E, em alguns casos, realmente é um bonito trabalho de marketing.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: