O truque da BMW cativa

Marili Ribeiro

28 de março de 2010 | 20h54

Um ilusionista se aproxima da mesa sobre a qual descansa uma garrafa de vinho, taças e um vaso de rosas. Com agilidade ímpar, retira a toalha por apenas uma das pontas sem que nada se altere. É um piscar de olhos. Depois dessa cena, surge outra com uma mesa elegantemente montada para um banquete, com serviço à francesa regiamente servido de cristais, porcelanas, castiçais e impecáveis arranjos florais. Só que não será o ilusionista que irá puxar a imensa toalha de linho. Sera uma moto comandada, lógico, por um habilidoso piloto. Mas, ao que tudo indica para os profissionais acostumados com filmagens, trata-se uma pequena mutreta de edição. Seja como for, provoca e faz sucesso na internet. A empresa responsável pelo viral prefere não comentar, como informa a sua assessoria no Brasil.

O vídeo que exibe a façanha integra a campanha de lançamento da nova moto da alemã BMW. O modelo BMW S 1000 RR ainda não tem previsão para ser distribuição no Brasil. Com pouco mais de 20 dias de exibição no portal YouTube, o comercial atingiu a casa dos dois milhões de acessos. Denominado ‘experimento’, ele é mais uma das boas sacadas de marketing da BMW. Consegue demonstrar as qualidades do produto e, ao mesmo tempo causar impacto e gerar conteúdo capaz de reter a atenção tão arredia da audiência. A moto atinge 100 km/h em 2.9 segundos. Por isso mesmo consegue arrastar a toalha em pouquíssimo tempo. Já a alta velocidade garante a integridade da louça e copos.

Há anos a BMW se destaca pelas formas escolhidas para passar o seu recado ao consumidor. Em 2003, obrigou o sisudo júri do Festival Internacional de Publicidade de Cannes a criar uma categoria especial para premiar a sua campanha ‘BMW séries’. Tratava-se de uma série de filmetes com até oito minutos de duração, feitos para a internet, que contavam histórias sob a batuta de cineastas renomados. O DVD com a série virou coqueluche de colecionador.

O BMW Group fabrica automóveis e motocicletas das marcas BMW, MINI e Rolls-Royce. Tem 24 fábricas em 13 países e vendas em 140.

Tudo o que sabemos sobre:

BMWmotoYouTube

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.