Promoção com ousadia: do iPod no palito, ao esporte radical em Brotas

Marili Ribeiro

27 de julho de 2010 | 17h18

Embalagem com GPS vai rastrear consumidor premiado

Embalagem com GPS vai rastrear consumidor premiado

A turma da agência Bullet arriscou avançar na ousadia já experimentada com o fabricante de sorvete Kibon, quando conseguiu embarcar dez mil iPod em embalagens similares as do produto. Tudo foi pensado para que o aparelhinho não estragasse congelado em meio às geladeiras distribuídas por todo o Brasil. A promoção “iPod no palito” foi um sucesso de público e até acabou dando à Bullet um badalado Leão no Festival Internacional de Publicidade de Cannes. Para conseguir pôr de pé a iniciativa, a agência teve que mudar a linha de produção da empresa.

Agora, eles revistam a ideia para o sabão em pó OMO. A partir de 1 de agosto até 19 de setembro, o consumidor vai comprar o produto sem saber que está premiado. Aliás, será literalmente surpreendido, já que o prêmio irá atrás dele. Um dispositivo de GPS será colocado dentro das embalagens premiadas, sem alteração no peso ou a possibilidade de que seja percebida ao se chacoalhar a caixa de um quilo do produto. Mais ainda, a tecnologia embarcada na ação vai permitir que a equipe de OMO perceba o deslocamento da embalagem, a partir do ponto de venda, e encontre o consumidor para o anúncio da premiação em grande estilo. A proposta é mesmo impactar o comprador. Ele estará em casa, logo após as compras, e sua campainha irá tocar com a equipe de OMO para premiá-lo. Falta ver apenas se não haverá falhas na localização das caixas premiadas.

A mensagem escolhida pela campanha é a que toda criança tem o direito de experimentar algo novo e vai dar uma filmadora digital, que será entregue em um evento, na cidade de Brotas, no interior de São Paulo. Lá os ganhadores e seus filhos poderão registrar um final de semana de aventuras, com atividades radicais, como tirolesa e bóia-cross na cidade do esporte radical.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.