Agência Espacial Brasileira abre 66 vagas com salário de até R$ 6,3 mil
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Agência Espacial Brasileira abre 66 vagas com salário de até R$ 6,3 mil

As inscrições começam em 22 de agosto e vão até 10 de setembro; edital completo sai a partir do dia 15 deste mês

Economia & Negócios

14 de agosto de 2014 | 16h47

Centro da Lançamentos da Barreira do Inferno, em Natal

Texto atualizado para acréscimo de informações*

A Agência Espacial Brasileira (AEB) abriu nesta quinta-feira, 14, concurso com 12 vagas em cargos de nível médio e 54 em ensino superior. Os salários básicos variam entre R$ 3,6 mil e R$ 6,3 mil – com as gratificações por desempenho e comprovação de grau de estudo (como títulos de doutor e mestre), a remuneração pode chegar a R$ 13,3 mil.

Para quem tem  diploma de ensino médio, os 12 postos são para assistente em ciência e tecnologia, com remuneração de R$ 3.607,47. O requisito básico é ter experiência comprovada de ao menos 12 anos na execução de tarefas inerentes à classe.

Nas áreas de ensino superior, é preciso ter diploma em algum segmento da engenharia, ciências exatas, humanas ou da terra. Além disso, com exceção das carreiras de tecnologista júnior (3 vagas) e analista em ciência e tecnologia júnior (5 vagas), também é necessário ter título de doutor e/ou experiência anterior na área

Documento

Esta condição vale para as carreiras de tecnologista pleno (21 vagas), gestão de política espacial (1 vaga) e analista em ciência e tecnologia pleno (24 vagas).

As inscrições começam em 22 de agosto e vão até 10 de setembro, no site da organizadora, a Cetro Concursos. As provas serão aplicadas em Brasília, na data provável de 19 de outubro de 2014.

*A notícia publicada em 14/08/14 usava como base uma versão preliminar do edital, que não possuía todas as informações sobre o concurso, como a gratificação por título e desempenho

Tudo o que sabemos sobre:

aebagência espacial brasileira

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.