Ações da Petrobrás caminham para 6º ano atrás do Ibovespa

Yolanda Fordelone

20 de agosto de 2012 | 08h37

A recuperação recente das ações da Petrobrás, que em agosto estão com o dobro da valorização do Ibovespa, não deve se sustentar, segundo analistas. O movimento atual é resultado de especulações sobre um possível reajuste de preços dos combustíveis. Contudo, a constante – e cada vez maior – interferência do governo desagrada os investidores. O mais provável é que as ações da empresa caminhem para mais um ano de resultado inferior ao do Ibovespa. Se confirmado, será o sexto consecutivo.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA

O ano da descoberta do pré-sal, em 2007, foi o último em que a Petrobrás superou o principal índice de ações da Bolsa. Desde então, fatores como a preocupação com o marco regulatório, hoje já sancionado, a capitalização recorde em 2010, considerada insuficiente para cobrir os investimentos que a companhia precisa fazer, e mais recentemente a influência política sobre a empresa prejudicaram a ação. (Veja infográfico com a linha do tempo)

 

Tudo o que sabemos sobre:

açõesPetrobrás

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.