Agências de viagens apelam para o câmbio fixo

Yolanda Fordelone

10 de junho de 2013 | 11h05

A instabilidade do dólar, que há alguns dias vive pregões de alta, fez as agências de turismo do País adotarem uma nova estratégia de marketing: congelar a taxa de câmbio das passagens e pacotes de viagem. A ideia é fazer com que o turista não se assuste com o valor mais alto do dólar e que seja atraído por essa promoção. Desde o dia 29 de maio, a moeda norte-americana opera acima do patamar de R$ 2,10. No mercado de turismo, em geral, a cotação fica de R$ 0,10 a R$ 0,15 superior à oficial.

Leia a matéria completa aqui!

Tudo o que sabemos sobre:

câmbiodólar

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.