Alugue suas ações e ganhe uma renda extra

Yolanda Fordelone

28 de julho de 2010 | 17h14

A Bolsa de Valores de São Paulo já acumula alta de mais de 9% em julho. Para quem quer ter uma renda ainda maior, há uma opção: alugar suas ações.

O aluguel de ações é simples e todas as corretoras oferecem o serviço. Funciona assim: investidores que acreditam na queda de determinada ação e querem montar operações estruturadas alugam os papéis de outros acionistas, que possuem a ação na carteira e não desejam vendê-la. Depois de determinado tempo, estabelecido em contrato prévio, o tomador do empréstimo devolve as ações e uma remuneração calculada sob um porcentual do valor alugado.

Em geral, ações de pouca liquidez possuem taxas mais atrativas. Segundo a CBLC, os papéis com aluguel mais rentáveis atualmente são Renar ON (29,99%), Laep Unit (29,76%), Tekno PN (25,05%), Telebrás PN (24,92%) e Agrenco Unit (23,41%).

Papéis líquidos também podem ser alugados, mas possuem alugueis menores. Petrobrás PN é emprestada a 0,58% e Vale PNA, a 0,33%. Até mesmo os Ishares (fundos de ações cujas cotas são negociadas em Bolsa) estão neste mercado. O Ishare da Bovespa é alugado a 3,86%.

Tudo o que sabemos sobre:

açõesaluguelbolsa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.