Ao contrário do que muitos pensam, voos de madrugada podem ser até 50% mais caros

Ao contrário do que muitos pensam, voos de madrugada podem ser até 50% mais caros

Yolanda Fordelone

05 de março de 2015 | 11h20

Foto: Estadão

Foto: Estadão

Quantas vezes você já madrugou no aeroporto para viajar naquele voo mais barato? Pois saiba que seu sono poderia ter sido poupado porque, diferente do que muitos brasileiros pensam, os voos noturnos são mais caros que os voos em horário comercial. As passagens aéreas para embarque de madrugada sofre aumento de até 50% se comparado com períodos diferentes (manhã, tarde e noite), segundo um levantamento da agência virtual ViajaNet, que apurou os valores praticados pelo mercado no mês de março.

Na ponte aérea São Paulo com destino Rio de Janeiro, uma das mais movimentadas do País, há diferença significativa no custo das passagens. Na madrugada, o bilhete aéreo custa cerca de R$ 462 para uma viagem com embarque no dia 7 (sábado) enquanto que, tanto no período da manhã quanto da tarde, o mesmo trecho saí aproximadamente R$ 318.

No percurso do Rio de Janeiro a Brasília, o voo de madrugada custa em torno de R$ 792. Entretanto, se comparado o mesmo trajeto, mas em horários diferentes, o bilhete fica em média R$ 526 (manhã) e R$ 468 (tarde), respectivamente.

Comprar antecipadamente a passagem, porém, sempre é bom negócio. Segundo o executivo da ViajaNet, Gustavo Mariotto, a passagem aérea comprada com antecedência proporciona ao consumidor economia de até 60%.

Tudo o que sabemos sobre:

passagemplanejamentopreçoviagem

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.