Aposentadoria aos 55 anos é o desejo da maioria dos brasileiros

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Aposentadoria aos 55 anos é o desejo da maioria dos brasileiros

Pesquisa da Icatu Seguros mostra que as pessoas querem parar de trabalhar cedo, investem menos do que deveriam e não são comprometidas com a reserva de previdência

Yolanda Fordelone

05 de novembro de 2015 | 08h30

Mesmo com todas as mudanças nas regras da previdência social e o aumento da expectativa de vida, o brasileiro não muda seus planos de se aposentar cedo.  Uma pesquisa da Icatu Seguros com sua base de clientes de previdência apontou que a maioria das pessoas, 45%, deseja parar de trabalhar aos 55 anos. A pesquisa englobou aproximadamente 400 clientes da seguradora.

O desejo, porém, não vêm aliado ao planejamento. Apesar de declararem o desejo de se aposentar cedo, a maior parte dos entrevistados, 37%, só dedica de 1% a 3% da sua renda mensal ao plano de previdência privada.

A Icatu considera que o valor mínimo para investimento visando o horizonte de logo prazo é de 10% da renda mensal, número que apenas 17% dos entrevistados afirmaram contribuir.

A maior parte dos entrevistados, 48%, disse que sua principal preocupação em relação à aposentadoria é conseguir manter o padrão de vida atual no futuro. Tal preocupação, inclusive, fez a captação da previdência privada crescer significativamente este ano, batendo recorde.

Mesmo se tivesse um dinheiro extra, o destino da quantia não seria a aposentadoria. Para 34% dos entrevistados, se recebessem uma quantia significativa em dinheiro (como uma indenização, herança ou sorteio), investiriam em um bem material, na frente de investir no plano de previdência (apenas 23% afirmaram que aplicariam na previdência).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: