Com Selic a 9%, poupança ainda ganha da maioria dos fundos de renda fixa

Yolanda Fordelone

28 de agosto de 2013 | 14h33

Atualizado às 19h50

Mesmo com a elevação da taxa básica de juros (Selic) de 8,50% para 9% ao ano, os rendimentos das cadernetas de poupança continuam interessantes frente aos fundos de renda fixa, segundo o diretor-executivo de Estudos e Pesquisas Econômicas da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira.

Com a alta da Selic, todas as cadernetas, tanta as novas como as velhas, terão rendimento de 0,5% ao mês mais mais Taxa Referencial (TR).

As cadernetas têm vantagem sobretudo por não terem Imposto de Renda nem taxa de administração. Veja abaixo a simulação das rentabilidades com a Selic em 9% ao ano. Para efeito de comparação, nesse cenário de juro de 9%, as contas da poupança terão um rendimento de 0,54% ao mês ou de 6,17% ao ano mais TR.

Veja abaixo outra simulação com um investimento de R$ 10 mil durante 12 meses. Considerando uma aplicação em CDB, o investidor teria de obter uma taxa de juros de cerca de 85% do CDI para atingir o mesmo ganho obtido pela poupança nova já que as aplicações em CDBs pagam igualmente IR de acordo com o prazo de resgate.

Tudo o que sabemos sobre:

cadernetafundospoupançarenda fixa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.