coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

‘Dia do Frete Grátis’ tem promoção na entrega de produtos; veja 10 alertas

Yolanda Fordelone

26 de abril de 2013 | 11h09

Caixa_Morgue.jpg

Em caso de entrega atrasada, consumidor pode desistir da compra.

Foto: Morgue File

No dia em que 40 lojas lançaram a promoção do “Dia do Frete Grátis”, o consumidor também deve ficar atento, segundo a associação Proteste. A segunda edição do evento promete entregar produtos com frete gratuito até em locais onde o preço costuma ser mais alto, como as regiões Norte e Nordeste. Veja os alertas:

1) Tenha cautela quanto ao prazo de entrega, principalmente porque as lojas podem ter sobrecarga de pedidos. Se houver descumprimento dos prazos de envio ou o produto vier com defeito, o consumidor pode acertar uma nova data ou cancelar a compra.

2) Já no ato da entrega do produto, verifique se está conforme o solicitado no seu pedido e em perfeitas condições de uso. Caso perceba defeito ou falta de itens ou acessórios, recuse a entrega e devolva a mercadoria à transportadora, anotando na nota fiscal a falha percebida. Entre em contato com a loja na qual fez a compra, solicitando a troca imediata do item.

3) Vale o direito de arrependimento em compras pela internet, que permite que o consumidor desista da compra no prazo de até 7 dias sem necessidade de justificar o motivo e sem qualquer ônus (artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor).

4) Observe se as páginas de cadastro são seguras, antes de fornecer dados pessoais e o número do cartão de crédito.

5) Salve todas as etapas da compra ou imprima as telas para se documentar em caso de problemas futuros.

6) Pesquise  nas redes sociais e nas entidades de defesa do consumidor, como a Proteste, se há queixas não atendidas da empresa na qual deseja comprar.

7) Desconfie de preços muito abaixo da média do mercado.

8) Avalie se há uma comunicação rápida, fácil e eficiente. Identifique o fornecedor na página inicial do site, com a denominação e sua forma comercial, o endereço do estabelecimento principal, quando houver; endereço postal e o endereço eletrônico ou outro meio que possibilite contatar o fornecedor, além do CNPJ.

9) Verifique se há mecanismos de pagamento seguros e de fácil utilização, bem como alertas e informações sobre a segurança que esses mecanismos proporcionam.

10) Avalie  se a compra é realmente necessária. A proteste alerta que compras em promoções podem ser por consumismo e causar endividamento.

 

Tudo o que sabemos sobre:

compraconsumofreteProteste

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: