Dívidas sexualmente transmissíveis

Yolanda Fordelone

24 de setembro de 2010 | 14h40

eliana.jpg

Na foto, a escritora Eliana Bussinger

Em uma das primeiras palestras do dia, a escritora Eliana Bussinger fez uma apresentação sobre a importância de a mulher e o homem conhecerem as questões legais envolvidas numa dívida. “Em um casamento os pares dividem não somente o patrimônio, mas também são corresponsáveis nas dívidas”, diz.

Em uma palestra chamada “Dívidas sexualmente transmissíveis”, a autora abordou alguns erros financeiros que podem ocorrer numa relação: esposas darem procurações aos maridos dando-os livre poderes de decisão financeira, falta de informação quanto à dívida que está sendo contraída, empréstimos para o companheiro, dar cartão de crédito ilimitado à esposa, entre outros.

Segundo Eliana, é possível provar em alguns casos que a dívida beneficiou somente uma das partes, mas em geral os juízes entendem que as  duas pessoas do relacionamento são responsáveis.

livro.jpgA especialistas ressaltou em sua palestra que nem sempre as dívidas são negativas. Algumas pessoas nunca consiguirão, por exemplo, comprar uma casa própria ou a comprarão tardiamente.”

Para se livrar das dívidas, Eliana afirma que não é necessário quebrar o cartão de crédito. Ela lista alguns passos: sair do estado de negar que tem dívidas; reconhecer o tamanho da dívida; aumentar a receita, vendendo bens de dentro de casa, por exemplo, ou alguma habilidade, como aulas de inglês; negociar o pagamento com os credores; priorizar as dívidas mais importantes; e aprender a conviver com as fixas, como conta de água e luz.

Tudo o que sabemos sobre:

dívidaEliana Bussingerrelacionamento

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.