Entre altas e baixas, ações se mostram bom investimento

Yolanda Fordelone

20 de abril de 2010 | 14h51

Em seus 42 anos de história, o Índice Bovespa (Ibovespa) acumula mais períodos de alta do que de baixa. É o que mostra o estudo realizado pelo professor de matemática e operador sênior da TOV Corretora, Decio Pecequilo. Segundo a pesquisa, nesse período, tiveram 26 anos de alta e 16 anos de baixa.

A mais longa série de alta que o índice já experimentou desde a sua implantação foi entre 2003 2 2007, quando subiu 303,58%. Os 26 anos de alta totalizam um ganho do Ibovespa de 1.768,01%, ou aproximadamente 68% por ano de alta.

Na outra ponta, no movimento de queda, nos 16 anos, houve um total de perdas de 454,29%, o que dá uma média aritmética de 28,39% para cada ano de baixa.

Segundo o estudo, mesmo com essa baixa, nos 42 anos de história, temos um saldo positivo de 1.313,72% o que nos dá uma média de ganho de 31,28% ao ano.

E você? Ganhou ou perdeu dinheiro com ações o passado mais recente?

Tudo o que sabemos sobre:

açõesbolsa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.