Inadimplência do consumidor avança 1,1% em janeiro, calcula Serasa Experian

Yolanda Fordelone

12 de fevereiro de 2014 | 09h08

O consumidor começou o ano dando mais calotes no mercado. A inadimplência do consumidor avançou 1,1% em janeiro em relação a dezembro. Esta foi a quarta alta mensal consecutiva, segundo o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor. Na variação anual – janeiro de 2014 contra o mesmo mês de 2013 – o indicador caiu 4%, o oitavo recuo seguido neste tipo de comparação.

Pela comparação interanual, segundo os economistas da Serasa Experian, é possível verificar que a inadimplência se enfraquece. Isto sinaliza que a trajetória de declínio da inadimplência do consumidor pode estar se encaminhando para uma conjuntura de estabilidade.

Aumentos sucessivos das taxas de juros, crescimento mais fraco da economia, inflação próxima ao teto da meta e diminuição do ritmo de geração de vagas de emprego contribuem para desacelerar a curva da inadimplência do consumidor.

Em janeiro, caiu 6,1% o valor médio das dívidas nos bancos. Os títulos protestados também apresentaram declínio. Já os cheques sem fundos e as dívidas não bancárias registraram alta de 3,2% e 4,2%.

As dívidas não bancárias não foram as que mais subiram, mas foram as principais responsáveis pela alta do indicador em janeiro de 2014. A variação de 2,7% da inadimplência no setor contribuiu com 42% do resultado final do índice.

 

Tudo o que sabemos sobre:

consumodívidainadimplência

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.