finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Juro do empréstimo pessoal sobe a 5,28% ao mês em novembro, diz Procon-SP

Yolanda Fordelone

11 de novembro de 2013 | 11h39

A taxa de juros cobrada pelos bancos nos empréstimos pessoais subiu para 5,28% ao mês em novembro, segundo uma pesquisa do Procon-SP. A única alta verificada entre outubro e novembro foi do Bradesco, que alterou seu juro de 6,27% para 6,31% a.m. Os demais bancos mantiveram suas taxas de empréstimo pessoal.

No cheque especial, a taxa média dos bancos pesquisados foi de 8,25% a.m., superior à do mês anterior, que foi de 8,18% a.m. Foram detectadas altas do juro em alguns banco..

O Itaú diminuiu a taxa de 9,13% para 8,75% a.m. Já a Caixa Econômica Federal e o Santander mantiveram suas taxas de cheque especial.

Na última reunião d o Comitê de Política Monetária (Copom), em 8 e 9 de outubro, a
Selic foi elevada em 0,5 ponto percentual, de 9% para 9,5%, na quinta alta consecutiva. A expectativa é que o juro feche o ano em duas casas. Ainda em 2013, o Copom se reúne em 26 e 27 de novembro.

Segundo o Procon-SP, os consumidor devem aproveitar o 13º salário para organizar o orçamento, quitando as dívidas e guardando para as despesas de início do ano (como IPTU, IPVA e matrícula escolar) e do Natal. Uma pesquisa da Anefac divulgada nesta segunda-feira mostra que a maioria dos brasileiros pretende pagar dívidas com os recursos que irão receber.

Tudo o que sabemos sobre:

dívidajuroProcon-SP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: