Mesmo com taxa de 84% do CDI, retorno de produtos isentos de IR ganha de CDBs

Segundo uma simulação da Cetip, LCIs e LCAs tiveram rentabilidade maior do que CDBs e poupança em um ano, mesmo se não pagarem 100% do CDI

Yolanda Fordelone

30 Abril 2015 | 12h02

Com um mercado financeiro com cada vez mais produtos, torna-se importante o investidor observar as características tributárias dos produtos. Segundo uma simulação da Cetip (câmara depositária de títulos privados), em um ano de aplicação, a diferença de rentabilidade entre a caderneta de poupança e a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) ou do Agronegócio (LCA) seria de mais de 2%. As letras, que são isentas de Imposto de Renda, também ganhariam do Certificado de Depósito Bancário (CDB), onde há a cobrança de imposto. 

A Cetip alerta que nem sempre uma aplicação isenta de Imposto de Renda vai obrigatoriamente resultar em ganho maior para o investidor. Na simulação, que considera um retorno de 84% do CDI, porém, tais produtos se mostraram mais interessantes.

Na comparação, a Cetip considerou um investidor que aplicou R$ 50 mil em 23 de fevereiro em um CDB com uma taxa de remuneração de 99% do CDI. No período, o CDI foi de 10,92% e a taxa referencial (TR), que compõe a remuneração da poupança, somou 0,86515 % . A alíquota do IR, cobrada do CDB, é de 17,5%.

Instrumento Taxa de Remuneração Retorno Bruto (%) Rendimento (R$) Valor do imposto (R$) Saldo final Retorno Líquido (%)
CDB 99,0% DI 10,85% 5425,13 949,6 4475,57 8,95%
LCI/ LCA 84,0% DI 9,13% 4566,94 4566,94 9,13%
Poupança 7,03% 3516,5 3516,5 7,03%

Mais conteúdo sobre:

CDBinvestimentoLCALCIpoupança