Metade dos brasileiros compra no Natal, mas só paga em maio

Metade dos brasileiros compra no Natal, mas só paga em maio

Segundo o SPC Brasil, metade dos brasileiros vai abrir mão do pagamento à vista para parcelar compras; especialistas, porém, não aconselham dividir as compras em muitas vezes

Yolanda Fordelone

27 de novembro de 2014 | 09h00

Foto: Marcelo S. Camargo

Foto: Marcelo S. Camargo

Apesar da enorme quantidade de contas do começo de ano, boa parte dos brasileiros ainda opta por alongar o pagamento, segundo uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e do portal Meu Bolso Feliz. Quase a metade dos consumidores entrevistados (48%) afirmam que vão abrir mão do débito e do dinheiro para comprar os presentes de Natal a prazo. Com uma média de 4,9 parcelas por compra, esses consumidores devem pagar as parcelas até o mês de maio do ano que vem. Nesse ano, muitos brasileiros irão antecipar as compras para esta sexta-feira, dia em que ocorrerão as promoções da Black Friday.

As despesas com o Natal do ano passado levaram 39% desses endividados ? pessoas que têm parcelas a pagar ? a terem o nome incluído em entidades de proteção ao crédito. Este percentual é ainda mais expressivo entre as mulheres (47%) e entre pessoas das classes C, D e E (55%).

Entre os homens, porém, o hábito de parcelar é maior (54% dos entrevistados). Para chegar a este e outros resultados, os pesquisadores entrevistaram 624 consumidores de ambos os sexos e de todas as classes sociais nas 27 capitais brasileiras. A margem de erro é de 3,7 pontos percentuais. Para evitar o endividamento, o SPC Brasil fez uma lista de sugestões:

1) Faça um levantamento de suas dívidas e quite-as com o 13º.

2) Anote todos os compromissos do começo de ano tais como matrículas, material escolar, IPVA, IPTU etc.

3) Lembre-se (principalmente os autônomos) que no começo do ano o faturamento pode ser fraco

4) Faça a lista das pessoas que quer presentear, liste as prioridades, e tenha foco para não estourar seu orçamento.

5) Sabendo de tudo isso, fixe um limite para seus gastos com presentes

6) Evite parcelar em muitas vezes, pois passadas as festas a dívida fica

7) Evite as compras por impulso. Lembre-se que nesta época do ano os incentivos para comprar são muito grandes. Mantenha o controle.

8) Cada um leva um prato, as bebidas ou a sobremesa. Não queira bancar tudo sozinho

Mais conteúdo sobre:

comprasdívidaNatal