O que você acha de consórcio?

Tânia Rabello

24 de maio de 2010 | 17h00

Apesar da facilidade de adquirir um financiamento, a procura aos consórcio ainda é muito grande. Especialistas em finanças pessoais, porém, têm criticado a modalidade. O principal argumento é que, ao entrar em um consórcio, supostamente, o cidadão não tem a necessidade imediata do bem (já que ele terá de esperar ser sorteado, ou então dar um bom lance para ser o contemplado do mês). Sendo assim, economistas e professores consideram que é mais vantajoso poupar o equivalente às prestações do consórcio para, ou comprar à vista, ou então dar um montante de entrada e financiar o restante.

Clique aqui para ver matéria completa que saiu na edição do O Estado de S. Paulo de hoje sobre o assunto.

E você, o que acha de fazer um consórcio?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.