Organize seu roteiro para não se perder na Expo Money

Yolanda Fordelone

23 de setembro de 2010 | 13h51

A primeira impressão de quem chega à Expo Money São Paulo é a de mergulhar no mundo dos investimentos. São diversos stands de corretoras e empresas que dão informações aos investidores, além de oito salas que fazem palestras simultâneas durante todo o dia. Ao longo dos três dias de evento, serão mais de 120 apresentações.

Para não se  perder nesse universo de informações, vale a pena, logo que chegar ao espaço, pegar uma grade de palestras. Nela estão listadas os horários das apresentações e a classificação: iniciantes (querem, por exemplo, aprender a guardar dinheiro e planejar o orçamento); intermediários (têm a intenção de começar a investir); e avançados (desejam diversificar a carteira de investimentos). A prrópria grade de palestras dá uma explicação básica de cada perfil.

Além das salas de palestras, o investidor pode aprender sobre finanças em apresentações organizadas nos stands dos dois patrocinadores master: BM&F Bovespa e Agência Estado. No espaço da Bolsa serão três apresentações por dia, abordando como investir em ações. Na Agência Estado, há temas para investidores um pouco mais familiarizados com o mercado acionário: análise gráfica, operações long-short, entre outros.

Tudo o que sabemos sobre:

açõesExpo Moneyinvestimentospalestras

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.