Procon-SP divulga lista com mais de 200 sites que devem ser evitados pelo consumidor

Yolanda Fordelone

28 de novembro de 2012 | 09h52

 

Internet450stock_xchng.jpg

Falta de entrega do produto e de resposta no atendimento são as principais reclamações. Foto: Stock Xchng

Na hora de comprar pela internet, atenção: alguns sites devem ser evitados. Uma lista de sites não recomendados foi divulgada na manhã desta quarta-feira, 28, pela Fundação Procon-SP. Além do endereço eletrônico das empresas em ordem alfabética, a lista possui a razão social e o número do  CNPJ ou CPF. Também relata se o site encontra-se “fora do ar” ou “no ar”.

Documento

O Procon-SP informou que recebeu reclamações desses sites por irregularidades na prática de comércio eletrônico. As principais queixas são falta de entrega do produto adquirido pelo consumidor e de resposta para a solução do problema.

Os leitores Marcelo Fernandes e Mario Sergio Silva Oliveira se identificaram com o problema. Eles relataram na rede social Facebook que entre os spams recebidos diariamente muitos são destes sites.

De acordo com o diretor executivo do Procon-SP, Paulo Arthur Góes, esses fornecedores virtuais não são localizados, inclusive no rastreamento feito no banco de dados de órgãos como Junta Comercial, Receita Federal e Registro BR, responsável pelo registro de domínios no Brasil,  o que inviabiliza a solução do problema apresentado pelo consumidor.

Veja também

Em guerra com o consumidor: 7 leis que ‘não pegaram’

Saiba quais são seus direitos ao trocar produtos

Dicas de segurança na internet

Góes classificou como preocupante a proliferação de sites mal- intencionados, que em alguns casos continuam no ar lesando o consumidor. “Denunciamos os casos ao Departamento de Polícia e Proteção a Pessoa (DPPC) e ao Comitê Gestor da Internet (CGI), que controla o registro de domínios no Brasil, mas, o mais importante é que o consumidor consulte essa lista, antes de fechar uma compra pela internet, para evitar o prejuízo”.

O Procon-SP mantém em seu site o “

”, com dicas e cuidados que o consumidor deve ter ao comprar produtos ou contratar serviços pela internet.

Tudo o que sabemos sobre:

comprasconsumoProcon

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.