coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Procon-SP lista 71 sites que devem ser evitados em compras online

Yolanda Fordelone

22 de abril de 2013 | 14h58

ComputadorMorgue.jpg

Sites não são localizados em órgãos de registro de domínios e de estabelecimentos comerciais.

Fonte: Morgue File

O grande problema de se comprar algo pela internet hoje em dia ainda é o risco de ter complicações como a falta de entrega do produto. Para alertar os consumidores sobre domínios irregulares de algumas lojas, o Procon-SP reuniu uma lista de 71 sites que devem ser evitados durante as compras.

Em 2012, a Fundação já havia listado outros 200 sites não confiáveis. A divulgação de hoje soma-se a esta dos endereços problemáticos. No total, agora são 275 sites não indicados.

O Procon-SP informou que recebeu reclamações desses sites por irregularidades na prática de comércio eletrônico. De acordo com o diretor executivo do Procon-SP, Paulo Arthur Góes, esses fornecedores virtuais não são localizados, nem mesmo em rastreamentos feitos no banco de dados de órgãos como Junta Comercial, Receita Federal e Registro BR, responsável pelo registro de domínios no Brasil. Dessa forma, os problemas enfrentados pelos consumidores não podem ser resolvidos.

Os casos são denunciados pelo Procon ao Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC) e ao Comitê Gestor da Internet (CGI), mas o melhor é se precaver e evitar as compras nesses domínios.

Orientação por telefone: 151

Tudo o que sabemos sobre:

comérciocompraconsumogolpeProcon

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: