Entre produtos, celulares e linhas branca são os mais reclamados em 2013, diz Procon

Yolanda Fordelone

31 de março de 2014 | 11h59

Os produtos classificados pelo Procon-SP como sendo os de consumo – como celular, computadores, produtos de informática e outros – foram responsáveis por 30% das reclamações registradas em 2013, índice que se repete desde 2010.

As reclamações envolvem problemas relacionados à entrega dos produtos (não entrega, entrega em desacordo com a oferta ou com o contratado) e defeitos de qualidade que não foram solucionados, gerando a abertura de reclamação para os comerciantes e fabricantes.

Segundo o Procon-SP, o aparelho celular foi o produto mais reclamado, apresentando padrão de qualidade insatisfatório, com falhas de funcionamento e durabilidade abaixo das expectativas dos consumidores. O problema se agrava com suporte inadequado de pós-venda e com justificativas de mau uso. A Samsung apresentou o maior índice de solução, enquanto a Motorola e a Nokia se destacaram, respectivamente, pelo número de reclamações e baixo índice de atendimento.

Na linha branca, algumas empresas buscaram solução para as demandas dos consumidores alcançando bom índice de atendimento. É o caso da Electrolux que, apesar de manter número expressivo de reclamações, melhorou seu índice de solução, passando a atender mais de 80% das demandas.Veja o ranking dos produtos mais reclamados por defeitos de qualidade e os fornecedores de acordo com a categoria:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: