Setor de saúde é o principal locatário em SP

Yolanda Fordelone

21 de maio de 2010 | 14h18

paulista_JoseluisdaconceicaoAE.jpg 

Foto: José Luís da Conceição/ AE

Investidores que gostam de aplicar em imóveis para aluguel devem olhar com carinho o setor de saúde, segundo a Lello Imóveis. Segundo levantamento da empresa, um em cada quatro salas ou conjuntos comerciais alugados na cidade de São Paulo tem como finalidade a instalação de clínicas médicas e consultórios odontológicos.

Em segundo lugar vieram os escritórios de advocacia, com 15% do total, seguidos pelos serviços de representação comercial, com 12%. Já os escritórios de contabilidade e os de consultoria responderam, cada um, por 8% dos negócios.

A pesquisa foi feita com os imóveis alugados pela Lello no primeiro trimestre. Ainda segundo a empresa, as salas e conjuntos comerciais são responsáveis por 36% das novas locações comerciais fechadas em São Paulo.

O perfil do locatário, no entanto, muda de acordo com a região. A área da saúde domina os bairros de Moema, Vila Mariana, Tatuapé, Mooca e Santana. Já na área de Perdizes predominam os escritórios de engenharia e consultoria, enquanto nos Jardins os serviços mais comuns, dentro das novas locações, são os de representação e importação. Os escritórios de advocacia estão se espalhando principalmente nas regiões de Santana e Vila Mariana.

Tudo o que sabemos sobre:

aluguelimóveisinvestimento

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.