Sobe e desce dos alimentos

Yolanda Fordelone

21 de novembro de 2012 | 10h14

Com variação menor ou maior, os alimentos costumam ser os grandes vilões da alta dos preços, a inflação, ao longo dos meses. Em outubro, a pesquisa da Fundação Procon-SP e da Dieese constatou que o valor da cesta básica paulistana teve alta de 1,94%. O preço médio fechou o mês em R$ 371,86.

A variação no ano é de 7,08% e nos últimos 12 meses, de 14,47%. Na divisão por grupo, os alimentos subiram 2,75%, limpeza caiu 2,9% e higiene pessoal recuou 0,38%.


arroz_FilipeAraujoEstadao.jpg Os vilões na alta da inflação  

Arroz (pacote 5kg)

12,71%

Queijo muçarela fatiado (kg)

7,64%

Ovos brancos (dz)

6,72%

Carne de primeira (kg)

4,59%

Óleo de soja (900ml)

4,20%

Foto: Filipe Araújo/ Estadão


cebola_FelipeRauEstadao.jpg O que caiu

 Biscoito maisena (pacote 200g)

 -5,93%

 Batata (kg)

 -5,28%

 Cebola (kg)

 -4,44%

 Sabão em barra (unidade)

 -4,35%

 Sabão em pó (pacote 1kg)

 -2,50%

 Foto: Felipe Raú/Estadão

Tudo o que sabemos sobre:

alimentoscesta básicainflação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.