Taxas de juros do crédito à pessoa física são elevadas pela quarta vez no ano

Yolanda Fordelone

12 de setembro de 2013 | 13h05

Os juros cobrados nas operações de crédito da pessoa física subiram em agosto, registrando a quarta elevação no ano, segundo a Associação Nacional de Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac).

Para o coordenador de estudos econômicos da Anefac, Miguel Ribeiro de Oliveira, a alta pode ser atribuída ao último aumento da taxa de juros básica (Selic) promovida pelo Banco Central, de 8,50% ao ano para 9,00% ao ano.

Das seis linhas de crédito à pessoa física pesquisadas, uma se manteve estável (cartão de crédito-rotativo) e cinco foram elevadas (juros do comércio, cheque especial, CDC-Bancos-financiamento de automóveis, empréstimo pessoal-bancos e empréstimo pessoal-financeiras).

Para as pessoas jurídicas, das três linhas de crédito pesquisadas, todas foram elevadas no mês.

Para Miguel Ribeiro de Oliveira, tendo em vista os atuais indicadores de inflação mostrando pressões inflacionárias, deverá ocorrer nova elevação da taxa Selic na próxima reunião do Copom. Tal alta deve se refletir nos juros das operações de crédito nos próximos meses.

Tudo o que sabemos sobre:

créditojuro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.