Veja quatro sugestões do que fazer com o dinheiro da restituição do Imposto de Renda

Yolanda Fordelone

15 de outubro de 2013 | 12h01

Leao_WertherSatanaEstadao.JPG

Serasa Experian não indica que dinheiro fique parado na conta. Foto: Werther Santana/ Estadão

Alguns brasileiros receberam um dinheiro extra nesta terça-feira, com o pagamento do 5º lote do Imposto de Renda. O pagamento da restituição do Imposto de Renda foi programado em sete lotes mensais, de junho a dezembro. O valor será corrigido pela taxa Selic e as próximas datas são: 18 de novembro e 16 de dezembro. Para fazer um bom uso desse dinheiro, a Serasa Experian dá três sugestões:

1) Pague dívidas. Se a situação do beneficiário é de endividamento, a primeira coisa a ser feita é liquidar as dívidas, em especial as que possuem juro mais alto.

2) Antecipe parcelas. Se sobrar dinheiro, o consumidor pode tentar antecipar parcelas de compras que eventualmente tenha feito. Nesse processo, o ideal é conseguir obter descontos dos juros.

3) Financiamentos. A Serasa não recomenda que o dinheiro seja utilizado para contrair novos financiamentos, pois o novo compromisso pode se acumular com os já existentes e virar uma bola de neve. O cenário mais provável nesses casos é de calote.

4) Invista. Também não é recomendável manter o dinheiro parado na conta bancária, pois os gastos diários e o cheque especial podem acabar absorvendo o valor sem que o consumidor perceba.

Saiba mais sobre as restituições do Imposto de Renda. 

Tudo o que sabemos sobre:

créditoimposto

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.