China eleva taxa de juros

Paul Krugman

19 de outubro de 2010 | 15h20

Como que para ilustrar meu ponto sobre a não equivalência de Estados Unidos e China: a China eleva as taxas de juros.

Portanto, os Estados Unidos estão perseguindo uma política monetária doméstica expansionista, que aumenta a demanda geral mundial; mas um efeito colateral dessa política é um dólar mais fraco. A China está perseguindo uma política de yuan fraco; para contrabalançar os efeitos domésticos inflacionários dessa política, está perseguindo uma política monetária doméstica contracionista, reduzindo a demanda geral mundial.

Estamos fazendo a coisa certa: eles estão tornando o mundo como um todo pior.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.