Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Martin Wolf não é uma pessoa séria

Paul Krugman

28 de maio de 2010 | 16h07

E o mesmo pode ser dito de mim.

Wolf escreve:

Eu agora perdi a fé na opinião segundo a qual dar aos mercados aquilo que acreditamos que eles possam desejar no futuro – apesar de no momento não manifestarem sinais de insistência nisso – deveria ser a ideia predominante na determinação de nossas medidas.

Amém. Ainda assim, a maioria dos presentes na sala onde me encontro no momento acredita no contrário. Feitas algumas exceções, todos estão pedindo austeridade fiscal por toda parte, imediatamente.

Espantoso.

Tudo o que sabemos sobre:

austeridadeMartin Wolfmercado

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: