Plano quinquenal

Paul Krugman

22 de março de 2010 | 16h12

Faz quase exatamente 5 anos desde que comecei a defender uma reforma no sistema de saúde. Na época, o agito envolvia a privatização da previdência social, e muitos ainda achavam que aquilo poderia acontecer; enquanto isso, eu escrevia que

uma reforma séria do sistema de saúde ainda não está entre as opções apresentadas e nem deve figurar entre elas no clima político atual. Como sabem, a crise no sistema de saúde é ideologicamente inconveniente.

E aqui estamos nós: a previdência social continua aí e a reforma do sistema de saúde – imperfeita, mas real, apesar das concessões – foi aprovada.

Atualização: O título deste post, evocando a União Soviética, é aquilo que costumamos chamar de “piada”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.