As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Agência CP+B cria batata ‘emoticon’ para McCain Brasil

CP+B tenta se destacar no mercado achando novos nichos de mercado para os seus clientes

Economia & Negócios

04 Julho 2016 | 10h30

Fernando Scheller

Criar uma campanha espetacular, que seja veiculada e dê visibilidade para a marca, pode não ser mais suficiente para muitos clientes. É por isso que a agência CP+B está se especializando em criar negócios para as marcas. Mesmo num mercado ainda pautado pela compra de mídia como o brasileiro, essa demanda também começa a ganhar força. O sócio e vice-presidente de criação da CP+B no País, Marcos Medeiros, disse que é um desafio em entender o negócio dos clientes a ponto de conseguir sugerir novos produtos e serviços.

É o que a CP+B está fazendo neste momento com a McCain, marca conhecida internacionalmente pelas batatas congeladas. A partir de um trabalho desenvolvido no Brasil, a empresa vai lançar uma novidade global: as batatas sorriso serão transformadas em batatas emoticon, com uma dúzia de formatos diferentes. Por enquanto, a novidade está disponível somente nos restaurantes da rede Outback no Brasil, mas a nova opção será aos poucos estendida para o varejo brasileiro e também para outros países.

“A empresa recebeu uma ligação da China dizendo que eles querem comprar a batata (com os diferentes formatos de emoticon)”, disse Medeiros ao Estado, depois de participar de um painel no Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade deste ano. “Acho que dá para dizer que a gente está resolvendo os problemas do cliente.” Segundo publicitário, graças aos emoticons, a McCain Brasil deixará de ser uma importadora de batatas para se tornar uma exportadora do produto.

Para colocar o projeto em pé, além de criar embalagens e a campanha de marketing, a CP+B também participou da viabilização do produto em si. Testou diferentes formatos para selecionar as imagens que poderiam ser transformadas em batata sem que se esfarelassem. “É uma ideia simples, daquelas que todo mundo se surpreende que ninguém teve antes”, disse Medeiros. “Acho que é uma forma de a gente virar sócio do cliente. Ficamos quase um ano trabalhando nesse projeto.”

Ketchup. Essa não é a primeira vez que a CP+B faz intervenções no produto de um cliente. Na Cepêra, empresa de condimentos de médio porte sediada em São Paulo, a agência ajudou a introduzir a marca no mercado de alimentação fora de casa.

Criou uma nova identidade visual para os sachês e também novos sabores para o produto. “Fizemos testes em parceria com os chefs do Buzina Food Truck”, lembra. “Foi uma forma de elevar a posição da empresa, que estava focada na classe C, para as classes A e B.”

Mais conteúdo sobre:

alimentaçãoInternet