As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Da Bahia para Stanford

Economia & Negócios

21 de dezembro de 2015 | 09h32

Por Fernando Scheller

O filme de fim de ano do programa de fidelidade Smiles não tem Papai Noel nem desejo de feliz ano novo. Para celebrar as festas, a partir do dia 25, o Smiles escolheu contar uma história em seu site e em redes sociais – no caso, a trajetória da estudante Georgia Gabriela Sampaio, de 19 anos, nascida em uma região carente de Feira de Santana, na Bahia, e que hoje estuda na Universidade de Stanford, uma das mais prestigiadas dos Estados Unidos.

Criado pela agência FCB Brasil, produzido pela Urso Morto e dirigido por Fabrício Brambatti, o filme teve locações em Feira de Santana e em Stanford, na Califórnia (EUA). A campanha mostra que a estudante de engenharia biomédica se interessou pela área quando sua tia teve endometriose.

A partir do problema familiar, Georgia começou a estudar por conta própria com a meta de criar um projeto de diagnóstico precoce da doença, de forma não invasiva e com preço acessível. A dedicação à pesquisa abriu as portas de universidades americanas à estudante. Ela foi aceita em nove instituições, tendo recebido bolsa de estudos em sete delas.