Itália pede pizza napolitana na lista de patrimônio imaterial da humanidade
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Itália pede pizza napolitana na lista de patrimônio imaterial da humanidade

Como parte da campanha, dois pizzaiolos de Nápoles conseguiram entregar uma pizza ao Papa Francisco. Veja o vídeo

Economia & Negócios

29 de março de 2015 | 18h44

Pizza napolitana: patrimônio cultural

Pizza napolitana: patrimônio cultural

A Itália lançou uma campanha para incluir a pizza napolitana na lista do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco, órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) para questões de educação, a ciência e a cultura.

A Comissão Nacional Italiana para a Unesco decidiu recompensar a arte dos ‘pizzaiolos’ napolitanos (fabricantes de pizzas da região), reconhecendo sua arte culinária. A Comissão também quer incluir na lista a arte de treinar falcões, esporte muito praticado na Itália.

Tanto no caso da pizza napolitana, produto emblemático da comida italiana, como a ‘falconaria’, o lançamento da proposta é apenas a primeira etapa antes de um longo processo de escolha. Do dia 1 de abril a 15 de novembro, os especialistas independentes da organização com sede em Paris vão avaliar todas as candidaturas.

Como parte da campanha, os napolitanos Vincenzo Cacialli e Antonio Greco do restaurante Don Ernesto, em Nápoles, conseguiram entregar uma pizza ao Papa Francisco, durante uma cerimônia pública. Os pizaiolos conseguiram chamar a atenção da comitiva gritando ‘Papa, Papa, Pizza, Pizza!”.

Tudo o que sabemos sobre:

Pizza

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.