As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Quando uma campanha vira piada involuntária

Economia & Negócios

11 Julho 2016 | 05h00

A divulgação dos resultados das categorias Film e Film Craft no Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade foi marcada este ano por declarações de Sir John Hegarty, um dos publicitários mais famosos e premiados do mundo, sobre uma campanha da marca alemã de produtos de higiene e beleza Nivea. A definição de Hegarty, presidente do júri da categoria Film Craft, sobre o resultado da ação foi sem rodeios: “Foi a coisa mais idiota que eu já vi na vida.”

A campanha – que, naturalmente, não ganhou prêmio algum – adota um recurso que está na moda entre as agências atualmente: criar um “evento” para o cliente.

No caso, um pássaro voador – na verdade, uma drone disfarçado – capaz de jogar protetor solar sobre as crianças desprotegidas em uma praia. Junto com o pássaro gigante que sobrevoava a praia, a agência também desenvolveu um método para detectar a deficiência de protetor solar na pele dos pequenos. “Basicamente, a ideia é: um pássaro que defeca protetor solar nas crianças”, definiu Hegarty.

“Isso está, sem nenhuma dúvida, no limiar do que há de mais novo na integração entre tecnologia e marcas. Acho que eles também deveriam fazer uma parceria com o Instituto Nacional dos Cegos, pois, com o risco de a gaivota jogar o protetor solar diretamente nos olhos das pessoas, e é claro que, depois disso, todos os participantes precisarão de atenção especial.”

A ideia de usar uma gaivota para ajudar as pessoas – que recebeu o sugestivo título de Cuidado Vindo do Ar – foi comparada por Hegarty a um esquete do grupo britânico de humor absurdo Monty Python.

O resultado ruim parece ter sido comunicado à agência responsável pelo desenvolvimento da gaivota mecânica e pela produção do filme para a Nivea. Ao site americano Advertising Age, a alemã Jung von Matt/Elbe disse apenas que a área de relações públicas do cliente não está disposta a promover a campanha; por isso, a própria agência também prefere não falar muito sobre ela.

Mais conteúdo sobre:

Cannes LionsNivea