As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Zeppelin inaugura a nova geração de dirigíveis tecnológicos

Cley Scholz

17 de março de 2014 | 18h48

SÃO PAULO – A Goodyear Tire & Rubber pretende fazer mais de mil voos com sua frota de dirigíveis Zeppelin até o fim do ano. A empresa apresentou neste fim de semana o primeiro modelo da nova geração de dirigíveis.

A nova aeronave é semelhante à que voava em São Paulo, mas com mais espaço para passageiros. O modelo estreou no fim de semana em Ohio, nos Estados Unidos. O novo dirigível é maior, mais rápido e tem mais dirigibilidade, segundo a empresa.

Voo inaugural. Os primeiros passageiros foram 50 funcionários que participaram de um concurso interno respondendo a cinco perguntas triviais sobre o dirigível.

Em São Paulo, o dirigível da Goodyear ficou famoso voando sobre o céu da cidade entre 1996 e 2006, quando era usado pela promoções comerciais ou captação de imagens para TV.

O Zeppelin brasileiro saiu de circulação quando a empresa diversificou seus investimentos em marketing, após a ‘lei Cidade Limpa’, que vetou propagandas externas na capital paulista.

Frota. Atualmente, a companhia mantém quatro dirigíveis em atividade – três nos Estados Unidos e um na China. O novo dirigível marca uma nova geração que terá diferenças na construção, na aparência e na operação quando comparado com a frota atual.

A nova aeronave voa com gás hélio e tem 75 metros de comprimento, 15 metros a mais do que os anteriores. A capacidade é até 12 passageiros, oferecendo melhor visão através de janelas maiores que as dos modelos antigos.

Os controles eletrônicos funcionam em conjunto com um computador de bordo para regular a potência do motor, os movimentos verticais e os movimentos horizontais. A operação da cauda é controlada por um dispositivo do tipo joystick.

“O novo modelo marca o início de uma nova era para nosso programa de dirigíveis e reflete o compromisso da Goodyear em permanecer na vanguarda da cobertura e apoio para transmissão aérea”, disse Paul Fitzhenry, vice-presidente sênior de comunicação global.

“Esse dirigível oferecerá funções avançadas de cobertura aérea para televisão, escala ampliada de voos para cobrir mais eventos e uma experiência inigualável para os passageiros”, informou Fitzhenry.

Concurso. A Goodyear anunciou o lançamento de um concurso nacional válido nos Estados Unidos para dar nome ao novo dirigível.

O Zeppelin foi inventado pelo conde Ferdinand von Zeppelin, foi patenteado em 1895.

A aeronave foi muito utilizada para travessias transatlânticas na década de 1930. Devido ao seu enorme sucesso, o termo Zeppelin virou sinônimo de dirigível.

O dirigível Hindenburg, que tinha 245 metros de comprimento e 41,5 metros de diâmetro, explodiu em New Jersey, nos Estados Unidos, em 6 de maio de 1937. O acidente matou 36 pessoas e marcou o fim da era dos dirigíveis rígidos.

Tudo o que sabemos sobre:

Zeppelin;Goodyear

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: