As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Além do conhecimento, conhecer bem os editais dos concursos é fundamental

Claudio Marques

24 de maio de 2014 | 16h17

RENATO GHELFI – Especial para o Estado

Os concurseiros costumam dizer que as provas estão cada vez mais difíceis. O vice-presidente acadêmico do Damásio Educacional, Marco Antônio Araújo Júnior, concorda com a afirmação. Segundo ele, o aumento crescente da demanda pelas vagas é a principal causa da criação de provas mais complicadas e do surgimento da necessidade de uma boa preparação por parte dos candidatos.

Traçar uma boa estratégia e segui-la é fundamental para chegar à aprovação. Para Araújo, há alguns pontos que merecem atenção especial dos concurseiros. O primeiro deles é o edital da prova, que informa as “regras do jogo”, como informações sobre a carreira e sobre a avaliação. Entender o edital, diz Araújo, é importantíssimo para que o candidato possa se preparar melhor e fazer uma escolha consciente da área em que pode vir a trabalhar.

Depois do primeiro passo, é fundamental ter um bom plano de estudos, que varia de um concurseiro para o outro, já que alguns podem, por exemplo, aprender melhor com a leitura e outros com vídeos ou áudio. Araújo destaca que é fundamental que o estudante não se restrinja à teoria, fazendo simulados e concursos de áreas semelhantes. “Não se aprende a nadar somente lendo livro”, diz.

O especialista também ressalta que o postulante a cargos públicos não deve se prender apenas às matérias preferidas, deixando de lado as que gosta menos. “Em regra, temos mais dificuldade nas matérias que não gostamos. É nessas que precisamos focar”, afirma Araújo.

O equilíbrio emocional também merece grande atenção. É normal que os concurseiros sofram com pressão familiar, profissional e financeira. Para amenizar essa situação, Araújo defende que os candidatos devem aliar os estudos a uma “vida normal”, mantendo contato com amigos, fazendo programas culturais e praticando esportes.

VEJA TAMBÉM

Concurseiros podem aprender com fracassos

“O concurseiro sempre tem de estar progredindo”, diz especialista

 

Tudo o que sabemos sobre:

concursos

Tendências: