Aplicativo da carteira de trabalho já foi baixado por mais de 100 mil pessoas

Aplicativo da carteira de trabalho já foi baixado por mais de 100 mil pessoas

Versão digital não substitui a física, mas permite acompanhar e controlar situação trabalhista

Claudio Marques

04 de janeiro de 2018 | 15h50

Carteira de trabalho está disponível em aplicativo do Ministério do Trabalho
Foto: Divulgação

Lançado em novembro passado, o aplicativo da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CPTS) já foi baixado 111.803 vezes. A versão digital do documento não substitui a física, mas permite que o trabalhador tenha em mãos, a qualquer momento, todas as todas as informações que constam na original.

Segundo o coordenador de Identificação e Registro Profissional do Ministério do Trabalho, Sérgio Barreto, a nova opção permite ainda acompanhar e controlar a situação trabalhista. “O funcionário pode saber, por exemplo, se a empresa forneceu o vínculo trabalhista e se as informações dadas estão corretas nos sistemas de governo.”

Por meio do aplicativo é possível fazer consultas de informações pessoais e de contratos de trabalho, além de solicitar a primeira e a segunda via da carteira de trabalho física.

O Ministério do Trabalho espera que 70 milhões de trabalhadores tenham acesso ao aplicativo disponível para smartphones nas versões Android e iOS. “A tendência é o número crescer gradativamente na medida em que as pessoas forem tomando conhecimento da facilidade de ter a Carteira de Trabalho no celular”, diz Barreto.

O Ministério oferece, em seu site, um tutorial de como baixar e instalar o aplicativo.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.