Ser autêntico conta em seleção do programa CEOx1dia, dizem estagiários
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ser autêntico conta em seleção do programa CEOx1dia, dizem estagiários

Programa da consultoria Odgers Berndtson, em parceria com o Estado, leva 23 jovens a passar o dia com um CEO de grande empresa; inscrições vão até 12/7

Vinícius Passarelli

30 de junho de 2019 | 06h10

ESPECIAL PARA O ESTADO

“Qual é a visão que deve ter um CEO?” Foi com essa indagação que o estudante André Carvalho, de 23 anos, chamou a atenção dos recrutadores da empresa de consultoria internacional Odgers Berndtson no ano passado, na primeira fase do processo seletivo para o programa CEOx1dia, na qual os candidatos respondem à pergunta: “Por que você acredita que deve ser escolhido para participar do programa CEOx1dia?”.

O projeto, que está na quinta edição e no Brasil tem parceria com o Estado, seleciona jovens do Brasil inteiro para acompanhar um dia na vida do CEO de uma grande empresa – neste ano, são 23 corporações participantes (leia lista abaixo). “No texto, eu ilustrei isso com uma memória que eu tinha de quando era muito pequeno. Estava andando na rua, vi um prédio muito alto e pensei: ‘Qual é a vista que tem o cara que está no último andar desse prédio?”

Para estudantes que participaram da edição do ano passado, o mais importante no processo seletivo é ser autêntico e convencer os avaliadores da importância que o programa pode ter na sua formação e na trajetória profissional. Na primeira etapa da inscrição, além de expor os motivos para ser um dos escolhidos, os postulantes devem enviar um currículo e preencher um formulário com informações pessoais e acadêmicas.

Paulo Henrique dos Santos e Luiz Felipe Tomazini, que participaram em 2018 do programa CEOx1dia e agora trabalham na Getnet. Foto: Thiago Queiroz/Estadão

A segunda fase é um teste de personalidade online e a última etapa inclui uma entrevista presencial com os sócios da Odgers Berndtson. “Você não está indo ali para pegar um emprego, você não está ali para se mostrar. Você está ali para conversar. E os sócios conduzem isso de uma forma muito natural”, conta André Carvalho sobre a entrevista.

Luiz Felipe Tomazini, de 24 anos, estuda engenharia da computação na Universidade Federal de São Carlos e acompanhou no ano passado o CEO da Getnet, Pedro Coutinho. Hoje, é analista júnior na empresa. Para ele, na primeira fase o mais importante é deixar claro seus objetivos ao se inscrever para o programa.

“É conseguir mostrar bem o seu momento de vida e como ele se encaixa na experiência do programa. Eu contei de um projeto que eu estava fazendo e que não tinha dado certo. Eu poderia estar me remoendo por não ter dado certo, mas preferi tentar um desafio novo, que era participar do CEOx1dia”, conta.

Paulo Henrique dos Santos, de 23 anos, também fez o programa e hoje é analista júnior na Getnet. Estudante de engenharia de produção da Unifei, ele ressalta que um diferencial no processo seletivo é conhecer as empresas e os executivos que participam. “É importante saber o que cada empresa faz e com qual você mais se identifica”, diz.

No dia da visita, ele diz que tentou não ficar muito preocupado em encontrar espaços para falar. “Não precisa forçar uma situação, porque você já é alocado para um CEO e para uma empresa que tem o seu perfil, então as chances de participar e perguntar vão aparecer naturalmente ao longo do dia.”

Para Carolina Campos, 23, estudante de engenharia de produção que no ano passado visitou a empresa Puratos, o mais importante para passar no programa é conseguir conectar bem os pontos de sua trajetória profissional e acadêmica e justificar, no texto da primeira fase e na entrevista, como ser CEO por um dia pode agregar ao seu propósito de carreira. “Tem que ser autêntico, contar toda sua história e não ter vergonha dela. Mostrar que tem ambição, que sabe de onde saiu, valorizar tudo o que já fez e mostrar que quer alcançar outros patamares.”

A CEO da Puratos, Simone Torres, que Carolina acompanhou no programa no ano passado, ressalta que é importante o estudante conversar com o executivo antes do dia da visita, para saber qual será a agenda, o que vai ser discutido e, com isso, ir mais bem preparado. Além disso, diz a empresária, o jovem não deve se intimidar por estar ao lado de profissionais de “alta patente”.

“Tem de ter atitude curiosa, perguntar sobre tudo, expor suas opiniões e demonstrar o que pensa”, recomenda Simone, que também destaca a importância de manter o contato com os profissionais que o estudante vai conhecer durante o programa e saber usar esse networking no futuro.

“Nossa experiência nos permite em uma entrevista de meia hora ou uma hora identificar certas características do entrevistado. E a gente continua buscando nessas entrevistas habilidades de liderança, de empreendedorismo, aquelas pessoas que a gente acredita que no futuro podem ser o CEO de uma grande empresa”, afirma Pedro Heer, sócio da Odgers Berndtson e um dos recrutadores.

Inscrições

Devem ser feitas pelo site até 12/7, abertas a estudantes de curso superior no último ou no penúltimo período. A primeira fase inclui o preenchimento de um formulário com informações pessoais e acadêmicas do participante, que deve responder à questão: “Por que você acredita que deve ser escolhido para participar do programa CEOx1dia?”.

A partir dessa resposta e da análise dos currículos, os recrutadores selecionam aqueles que irão para a segunda fase, onde ocorre uma espécie de teste de personalidade online, nos quais os participantes devem responder a perguntas sobre habilidades. Essa segunda parte da seleção está prevista para acontecer entre os dias 24 e 28 de julho.

A terceira e última fase envolve uma entrevista presencial com os sócios da Odgers Berndtson, na sede da empresa em São Paulo, que ocorrerá entre 5 e 16 de agosto.

Depois disso, os 23 selecionados passarão um dia – entre o final de agosto e o início de setembro – com o CEO de alguma das 23 empresas participantes.

As 23 empresas e os CEOs participantes

Abbott – Juan Gaona
AC Camargo – Vivien Rosso
Asics – Pedro Zanoni
BRK Ambiental – Teresa Vernaglia
Cisco – Laercio Albuquerque
Cognizant – João Lúcio de Azevedo Filho
Ecolab – Orson Ledezma
Faculdade Belas Artes – Patrícia Cardim
Fortbras (Investida Advent) – Rogério Messias
Grano Alimentos – Fernando Giansante
Heineken – Mauricio Giamellaro
Luxottica – Alessandro Zanardo
McCain – Aloisio Periquito
Movida – Renato Franklin
Raízen – Luis Henrique Guimarães
Roche – Patrick Eckert
Salus (Patria) – Andres Cima
Sephora – Andrea Orcioli
SYKUÉ – Carlos Taparelli
Tegra (Brookfield) – Ubirajara Freitas
Vestas – Rogerio Zampronha
Western Union – Ricardo Amaral
White Martins – Gilney Bastos

Tendências: