Batendo o ponto: fui demitido, e agora? Aproveite para reavaliar sua carreira
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Batendo o ponto: fui demitido, e agora? Aproveite para reavaliar sua carreira

Para a especialista em RH Ylana Miller, analisar a trajetória profissional ajuda a fazer escolhas ainda mais alinhadas com seu propósito de vida e de carreira

Ylana Miller

24 de abril de 2019 | 14h53

Notícias de demissão são dolorosas, seja por corte de custos da empresa, mudanças na gestão ou motivos que vão fora do nosso controle. Qualquer profissional está sujeito a passar por isso.

É recomendável que a empresa explique os reais motivos, ainda que por cortes de custos ou mudanças na estrutura. Sempre há uma razão por ter escolhido alguns funcionários em detrimento de outros. Explicações meramente protocolares não são um feedback verdadeiro e não ajudam o profissional a se aprimorar para futuras oportunidades.

A notícia por si só já traz um impacto emocional. De imediato, é preciso viver o luto. Só depois de passar por essa fase o indivíduo terá condições emocionais para analisar a situação com calma, se restabelecer e investir a energia em novos planos de carreira. É importante ressaltar que cada um tem o seu tempo e que deve respeitá-lo.

Em casos de demissão que estão fora do nosso controle, evite se culpar ou deixar que terceiros afetem a sua autoestima. O sistema organizacional é complexo, portanto investir energia em procurar motivos que por vezes são velados é perda de tempo. Menciono isso por experiência própria. E sempre que algum profissional conversa comigo sobre o assunto compartilho aprendizados e alerto que autoconfiança e garra para recomeçar são fundamentais. Outras portas se abrirão para o início de uma nova trajetória. É preciso acreditar em si e seguir em frente.

Em meio à bagunça emocional pós-demissão, o profissional deve procurar entender seus pontos fortes e diferenciais competitivos | Foto: Yuriko Nakao

Há alguns meses conversei sobre esse assunto com um amigo e excelente profissional, que saiu de uma empresa onde trabalhava há mais de 20 anos. Parecia soar estranho quando falei que deveria agradecer muito pela demissão, pois foi apenas um “empurrãozinho” que ele precisava para ir em busca de uma nova oportunidade que proporcionasse uma virada na carreira. E assim tem sido. Está trabalhando em uma empresa inovadora, com muitos desafios e um clima organizacional saudável. Não lembro de tê-lo visto tão feliz e realizado profissionalmente.

Frente à crise é possível que se demore um pouco para conseguir uma nova posição no mercado, portanto de imediato é importante dar atenção ao planejamento financeiro e conversar com a família, sempre que necessário.

Também é recomendável que o profissional se autoavalie, identifique seus pontos fortes e diferenciais competitivos, faça um mapeamento da faixa de remuneração e uma relação das organizações que tenha interesse em trabalhar, além da elaboração de um currículo atualizado focado no seu objetivo profissional. Em seguida, se prepare para as entrevistas dos processos seletivos.

Aproveite o momento para reavaliar a sua trajetória e fazer escolhas ainda mais alinhadas ao seu propósito de vida e carreira

Procurar emprego dá “trabalho”. Converse ao máximo com amigos e profissionais da sua área de atuação. O investimento em marketing pessoal e na rede de relacionamento são fundamentais. Outra estratégia é estudar e ir em busca de atualização técnica. Participar de eventos e palestras contribuem para ampliar o relacionamento, além do aprendizado.

Há quem diga que o diferencial está na flexibilidade em aceitar rapidamente um convite, ainda que não tenha identificação com o cargo e atividades a serem desenvolvidas. Não julgo mal quem decide por esse caminho, mas a minha recomendação é que aproveite o momento para reavaliar a sua trajetória e fazer escolhas ainda mais alinhadas ao seu propósito de vida e carreira.

* Ylana Miller é especialista em recursos humanos, professora de pós-graduação e
sócia-diretora da Yluminarh – Desenvolvimento Profissional (ylana@yluminarh.com.br)

Tendências: