As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cargo com salário de R$ 27 mil está entre os concursos com inscrições abertas

País tem ao menos 24 mil vagas para serem preenchidas por concurso para cargos no serviço público

CRIS OLIVETTE

01 de abril de 2018 | 07h35

Eli Cristian Andrade Paulino de Deus estuda para concurso de auditor fiscal. Foto: Hélvio Romero/Estadão

O Brasil está com ao menos 24 mil vagas abertas no serviço público para serem preenchidas por meio de concursos, segundo levantamento feito pelo Estado. E a previsão é de que novos editais sejam lançados para o preenchimento de outras 11 mil vagas.

O destaque, em termos salariais, é para o cargo de promotor de Justiça no Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que oferece 32 vagas e remuneração de R$ 27.500,16. As inscrições vão até o dia 6 de abril.

O maior volume de vagas (2.700) é oferecido pela Polícia Militar de São Paulo, para o cargo de soldado, com remuneração de até R$ 3 mil, voltado para candidatos com nível médio. A PM do Distrito Federal também oferece vagas de soldado (2.024), mas exige que os candidatos tenham nível superior. Neste caso, a remuneração é de até R$ 6 mil.

Auditor fiscal

Formada em ciências contábeis, Eli Christian Andrade Paulino de Deus, de 39 anos, estuda há quatro anos para o concurso ao cargo de auditor fiscal e analista da Receita Federal. “Pelo que tenho ouvido falar, o edital deve ser lançado até o começo do próximo ano.” Ela estuda de cinco e sete horas por dia e tem ajuda de uma funcionária para cuidar da casa e das suas crianças. “Estou estudando sozinha, mas já fiz cursinho preparatório. Com o tempo, adquiri vários materiais e aprendi a me organizar. Mas para quem é ‘concurseiro’ iniciante, o cursinho é bom, porque direciona os estudos.”

Segundo ela, quem deseja estudar sozinho deve começar pelas matérias de direito administrativo e constitucional, para se familiarizar com a linguagem, comum a todos os concursos. “Para avançar em algumas disciplinas é preciso saber um pouco da Constituição e de legislação. No meu caso, tenho de estudar mais de 20 matérias. Comecei com as básicas, até chegar às mais específicas como estatística, administração financeira e orçamentária, que exigem mais conhecimento.”

Importância do edital

Professor e diretor da Central de Concursos, Gabriel Henrique Pinto afirma que é possível passar em concursos estudando sozinho, mas ressalta que o tempo de preparação pode ser mais extenso. Segundo ele, o edital do concurso deve ser considerado um guia para o candidato. “É preciso ficar atento à carga horária do curso e verificar se todos os assuntos descritos no edital serão abordados nas aulas.”

Gabriel Henrique Pinto é professor de cursinho preparatório para concursos. Foto: Yuri Salso/Divulgação

Para se sair bem nas provas, ele diz que disciplina e organização são pré-requisitos para a aprovação. “Não há tempo de estudo ideal. O importante é que o candidato tenha o hábito de estudar diariamente. Com o tempo, as horas de estudo tendem a aumentar, porque cresce a capacidade de concentração. A chave é ser eficiente durante o estudo, independentemente do tempo dedicado.”

Diretor Acadêmico da rede LFG, Carlos Pagani lembra que nesse período de preparação o lazer também é importante, pois auxilia o estudante a descomprimir a tensão do dia a dia. “Só não pode haver exageros, pois a vida do ‘concurseiro’ precisa de algumas renúncias. Aliás, recomendamos que o candidato pratique exercícios físicos com regularidade, pois isso melhora a concentração, diminui o estresse e aumenta a absorção do conhecimento.”

Estabilidade e salários

Segundo ele, é crescente o número de pessoas que sonham em ingressar no setor público. “Essa busca ocorre, geralmente, em razão dos benefícios da carreira, além da estabilidade e salários interessantes. Em tempos de crise, esses benefícios ficam ainda mais atrativos, pois é inevitável a comparação com a situação do empregado da iniciativa privada.”

Pagani afirma que a vantagem que mais atrai os candidatos é a estabilidade, porque após três anos de exercício no cargo público o trabalhador tem garantida a segurança de permanecer no cargo. “Na iniciativa privada, pode haver demissão a qualquer momento e por qualquer motivo, principalmente em período de crise.”

Outras vantagens apontadas por ele são: o servidor público recebe adicional por tempo de serviço, licenças remuneradas, afastamento de três meses a cada cinco anos trabalhados, cursos de capacitação e reciclagem, licença não remunerada por períodos de até dois anos, abono de determinado número de faltas anuais, sistemas de promoção de cargos e salários, progressão por tempo de serviço e função comissionada.

Concurso para escrevente

Formada em direito e funcionária de um escritório de advocacia, Amaraí Iraína da Silva, de 30 anos, estuda de segunda a segunda, há onze meses, para o cargo de escrevente do Tribunal de Justiça-SP.

Segundo ela, não é só a estabilidade financeira que atrai nos concursos. “A aprovação representa uma conquista pessoal. O apoio da família e amigos é importante, mas a luta diária é pessoal. Para alcançar seu objetivo, a pessoa deve escolher uma carreira, para que o estudo seja bem direcionado. Prestar concursos para diferentes áreas não dá resultado e pode desmotivar.”

Veja algumas opções de concursos públicos

Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPE RJ)
Cargo: Promotor
Escolaridade: Nível superior em direito
Número de vagas: 32
Remuneração: R$ 27.500,16
Inscrições: até 6 de abril
Taxa: R$ 300
Provas: a definir

Companhia de Saneamento de Minas Gerais
Cargo: Diversos
Escolaridade: Níveis médio, técnico e superior
Número de vagas: 83
Remuneração: até R$ 8 mil
Inscrições: até 1 de maio
Taxas: R$ 35, R$ 45 ou R$ 70
Prova: 3 de junho de 2018

Ministério Público de Minas Gerais (MPMG)
Cargo: Promotor de Justiça
Escolaridade: Nível superior completo em direito
Banca organizadora: Fundep
Número de vagas: 40
Remuneração: R$ 26.125,17
Inscrições: até 2 de abril
Taxa: R$ 261,25
Prova: 6 de maio de 2018

Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares
Cargo: Administrativo,
assistencial e médico
Escolaridade: ensino médio
e superior
Número de vagas: 1.196
Remuneração: até R$ 9,8 mil
Inscrições: até 10 de abril
Taxas: R$76 ou R$252
Prova: 6 de maio de 2018

Câmara de Guarujá
Cargo: Diversos
Escolaridade: Níveis médio
e superior
Banca organizadora: Indepac
Número de vagas: 15
Remuneração: até R$ 7 mil
Inscrições: até 6 de abril
Taxas: R$ 50 e R$ 70
Provas: 29 de abril e 6 de maio de 2018

Receita Federal do Brasil
Cargo: Auditor Fiscal, analista tributário
Escolaridade: Nível superior
Banca organizadora: Esaf
Número de vagas: 4 mil
(solicitadas ao Ministério do Planejamento)
Remuneração: até R$ 21 mil
Situação: Previsto
Previsão de publicação do edital: em breve