Congresso discutirá alternativas e técnicas para prevenir a exaustão na rotina profissional
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Congresso discutirá alternativas e técnicas para prevenir a exaustão na rotina profissional

Realizado nesta quinta feira, 4, evento tem como foco principal a depressão e a síndrome de 'burnout'

Redação

03 de julho de 2019 | 15h34

Acúmulo de responsabilidades, competitividade e o excesso de pressões e cobranças comuns no mercado de trabalho têm aumentado os casos de depressão e síndrome de ‘burnout’, considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma doença resultante de estresse crônico e esgotamento mental e físico que não foram bem administrados. No Brasil, dados da Associação Internacional de Manejo do Estresse (ISMA) apontam que 72% das pessoas sofrem com estresse no trabalho, entre as quais 32% têm ‘burnout’.

Para discutir como enfrentar esse cenário e aumentar o bem-estar e a qualidade de vida dos colaboradores e, consequentemente, a produtividade das empresas, o Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Fiesp, realiza nesta quinta feira, no dia 4 de julho, a partir das 8h30, o Congresso Fiesp – Bem-estar e felicidade, na sede da entidade, na Avenida Paulista, 1313.

Foto: Pixabay

Até 2020, segundo a OMS, a depressão será o maior motivo de afastamento do trabalho no mundo e esse cenário gera um impacto na economia mundial de cerca de 1 trilhão de dólares por ano. Em 2017, por exemplo, os episódios depressivos geraram mais de 43 mil auxílios-doença previdenciários, inserindo a depressão na lista das 10 doenças que mais afastaram os brasileiros do mercado de trabalho, segundo dados divulgados pela Previdência Social.

Segundo o diretor titular do CJE, Luiz Hoffmann, os resultados das empresas estão diretamente ligados com o bem-estar dos profissionais e investir na saúde física e mental dos funcionários é a nova vantagem competitiva dos empreendedores.

Com cerca de 10 painéis, seis workshops e um Ideathon, maratona elaborada para o desenvolvimento de ideias, a inscrição para o congresso é gratuita e pode ser realizada pelo site da FIESP.

Para conferir a programação completa acesse o site do congresso.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: