Cubo Itaú vai contratar 160 desenvolvedores para startups do hub
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cubo Itaú vai contratar 160 desenvolvedores para startups do hub

Programa Cubo For Devs está com inscrições abertas; processo de contratação online começa com lives no dia 13 de maio e vai até 2 de junho

Redação

06 de maio de 2020 | 08h11

Durante o período de isolamento social causado pelo novo coronavírus, muitas empresas buscam conter custos. Algumas delas congelaram processos seletivos abertos e demitiram funcionários, mas existem aquelas que continuam contratando e usam a tecnologia como a maior aliada nesse processo.

Uma das iniciativas de contratação neste momento é a Cubo For Devs, um programa lançado no fim de 2019 pelo Cubo Itaú que tem o objetivo de aproximar a comunidade de desenvolvedores ao universo do ecossistema de inovação. O projeto está com inscrições abertas para sua segunda edição, com mais 160 vagas de trabalho disponíveis nas startups que fazem parte do hub.

O movimento é chamado de #TechTalents, uma iniciativa de recrutamento e seleção realizada em parceria com a Gama Academy. O processo seletivo possui fases de encontros, eventos, conteúdos para capacitação e, por fim, a contratação – a última etapa. Todos os passos ocorrerão de forma online, já que por força do isolamento social o Cubo Itaú segue vazio, com todos os profissionais trabalhando de home office.

As inscrições estão abertas para profissionais de todo o País e os testes podem ser realizados até dia 28 de maio pelo site do Cubo For Devs. As empresas que estão com vagas abertas são de diferentes áreas de atuação, de RH a educação: Abstartups, B2Blue, Cosmobots, Dootax, Eskolare, Eunerd, Guiando, Manipulaê, Mol, Pin People, Quatro Logística 4.0, Revex e Talent Academy.

Espaço do Cubo Itaú, em São Paulo, vazio por força da quarentena do coronavírus e com profissionais todos trabalhando em home office. Foto: Daniel Teixeira/Estadão

As vagas são para profissionais de front-end, back-end, full-stack e cientistas de dados, e incluem desde estágios a vagas para profissionais com mais de cinco anos de experiência. As ofertas de trabalho variam entre vagas remotas, presenciais em São Paulo (quando encerrado o período de quarentena do coronavírus) e também para fora da cidade.

Os próximos passos após a inscrição são três lives com conteúdos para os candidatos no processo seletivo, que vão ocorrer nos dias 13, 20 e 27 de maio, abordando temas como as principais técnicas necessárias de um programador diante das exigências do mercado de trabalho e como prezar pela qualidade da área no mercado de trabalho com a demanda de desenvolvedores em alta. Após as lives, haverá uma feira de contratações online e as entrevistas no dia 2 de junho.

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus. Clique aqui.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: