Empresas devem fornecer programa de saúde mental para a volta ao trabalho presencial, diz pesquisa

Empresas devem fornecer programa de saúde mental para a volta ao trabalho presencial, diz pesquisa

Estudo realizado pela IBM com 14.500 adultos do Brasil e de outros sete países mostra que saúde mental é preocupação tanto de trabalhadores que querem voltar ao trabalho presencial quanto daqueles que preferem home office

Redação

11 de setembro de 2020 | 17h36

A preocupação com a saúde mental e com a segurança no ambiente de trabalho durante a pandemia tem movido as demandas dos profissionais em relação às empresas. Um estudo mensal realizado pela IBM com 14.500 adultos no Brasil e em outros sete países (Alemanha, China, Espanha, Estados Unidos, Índia, México e Reino Unido) aponta que para 78% dos entrevistados os empregadores devem fornecer programas de saúde mental e bem estar durante a volta ao local de trabalho

Quando perguntados sobre os motivos pelos quais eles desejam voltar a trabalhar presencialmente ou seguir em home office, a saúde mental aparece para ambos os casos. Para 48% dos brasileiros entrevistados ela é o principal motivo que leva à preferência do modelo de trabalho. 

Entre os que desejam voltar para o escritório (10%), os motivos variam entre saúde mental, necessidade de contato humano e de aumentar da produtividade. Já os que preferem seguir trabalhando de casa exclusivamente ou em modelo híbrido (52%) responderam saúde mental e economia de tempo de deslocamento.

Segundo entrevistados, empresas devem fornecer programas de saúde mental e bem estar. Ilustração: Mohamed Hassan/Pixabay

Em relação à segurança física, 86% dos respondentes gostariam que a empresa fornecesse teste de covid-19 obrigatoriamente a todos os funcionários e que houvesse um mecanismo para reportar os casos positivos. Além disso, 87% também acreditam que as empresas precisam estabelecer uma comunicação clara para garantir condições sanitárias adequadas no ambiente de trabalho. 

Em caso de contaminação, 86% concordam que os empregadores devem fornecer licença remunerada para os colaboradores contaminados com a covid-19. Para os pais com filhos pequenos, 72% dos entrevistados acreditam que a empresa deve fornecer condições especiais, como horário flexível ou creche. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: