Estudo inédito da Great Place to Work mapeia diversidade etária nas empresas

Estudo inédito da Great Place to Work mapeia diversidade etária nas empresas

Entre as 54 empresas brasileiras avaliadas no GPTW50+, as cinco mais bem posicionadas, entre elas Cisco e Tokio Marine, dão destaque à variedade entre as gerações e a profissionais com mais de 50 anos

Marina Dayrell

27 de agosto de 2020 | 18h00

Em pesquisa inédita lançada nesta quinta-feira, 27, a Great Place to Work Brasil mapeou a questão da diversidade geracional nas empresas brasileiras. Entre as cinco organizações escolhidas como as que lidam melhor com a questão dos 50+, 9% do total de funcionários dessas empresas têm 50 anos ou mais e 40% delas possuem uma política oficial de não-discriminação relacionada à idade.

Realizada pela primeira vez, a GPTW50+ teve 54 empresas inscritas, todas com no mínimo 30 funcionários. As cinco organizações que se destacaram – em ordem alfabética – são: Bristol-Myers Squibb, Cisco, Sabin Medicina Diagnóstica, Takeda e Tokio Marine Seguradora. Todas elas possuem um responsável em combater a discriminação e promover a diversidade na empresa.

Entre as cinco melhores, 33% têm entre 26 e 34 anos, 36% dos funcionários têm entre 35 e 44 anos, 16% têm entre 45 e 34 anos e 3% têm mais de 55 anos. Na liderança dessas empresas, 19% dos cargos são ocupados por 50+ (pessoas com mais de 50 anos) e eles são metade entre os C-level (cargo de chefia). Já no no conselho de administração dessas empresas, 33% das cadeiras são ocupadas por 50+.

Em relação às contratações no último ano, apenas 2% dos novos contratados tinham 55 anos ou mais. A maior parte deles, 64%, tinha 34 anos ou menos.

A pesquisa também elencou as melhores práticas de inclusão de diversidade geracional nas empresas nos quesitos contratação, aprimoramento da diversidade etária, preparação para a aposentadoria e benefícios e desenvolvimento.

Funcionário da farmacêutica Takeda na Alemanha; no Brasil, empresa foi destaque na pesquisa, por conta de estágio para profissionais com mais de 55 anos de idade. Foto: Hannibal Hanschke/Reuters-16/6/17

Um dos destaques na contratação foi a Takeda, que possui um programa de estágio exclusivo para profissionais acima de 55 anos que estejam cursando faculdade e desejam ingressar ou reingressar no mercado de trabalho.

Já a Tokio Marine contratou uma consultoria especializada na preparação para a aposentadoria para oferecer aos funcionários um planejamento antes de saírem da empresa. O programa envolve a criação de estratégias em relação à vida profissional e pessoal e e elaboração de um projeto de vida. Os colaboradores aposentados também têm direito à extensão do plano de saúde.

O questionário aplicado nas empresas foi elaborada com a ajuda da Maturi e da Lab60, organizações que trabalham com o tema da diversidade geracional.

Ao todo, as empresas inscritas para essa primeira edição do GPTW50+ possuem 115.795 funcionários. As informações obtidas são referentes ao quadro de funcionários no ano de 2019.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: