Liderança não é ter poder autoritário, mas ter autoridade pelo respeito

Liderança não é ter poder autoritário, mas ter autoridade pelo respeito

Tempos atuais exigem líderes que influenciem pelo exemplo e conquistem autoridade pelo respeito e pela admiração, diz em artigo a especialista Ylana Miller

Ylana Miller

07 de outubro de 2019 | 09h30

Poder é uma palavra com origem latina, que significa “ser capaz de”. É o direito de agir, mandar, exercer autoridade, soberania. Existem vários tipos de poder quando nos referimos à liderança. Um líder que exerce poder autocrático impõe a sua vontade e influencia pela força.

Seus liderados se distanciam e na maioria das vezes não se consegue formar um time. O relacionamento e o trabalho em equipe ficam comprometidos. Esse é o típico poder vertical, que afasta as pessoas e pode até comprometer os resultados a serem alcançados pela equipe.

Hoje em dia ainda nos deparamos com líderes que acreditam que liderança é sinônimo de poder. Por mais que participem de programas de desenvolvimento para aprimorar as habilidades de liderança e ainda afirmem serem estudiosos no assunto, lideram suas equipes com autoritarismo e comandando de forma dominadora.

Alguns ainda defendem com orgulho aquela antiga frase: “manda quem tem poder e obedece quem tem juízo”. Resultado: formam profissionais dependentes, com medo de arriscar e inovar, além de promoverem um péssimo relacionamento interpessoal.

Sociedade exige líderes que compartilham informações e empoderam seus seguidores. Foto: Pixabay

Também temos os líderes que utilizam o poder sobre recompensas, gerenciando a equipe por meio do controle de prêmios ou meritocracia utilizada de forma subjetiva. Reconhecimento e recompensa devem ser fatores motivacionais, e não como um jogo de interesses e chantagens. Isso é atitude de quem verticaliza as relações.

Os tempos mudaram. A sociedade em geral exige cada vez mais líderes que influenciem pelo exemplo, sem impor regras ou criar relações que intimidem os seguidores. A autoridade deve ser uma conquista, oriunda do respeito, admiração e referência.

Liderar com o velho poder é oprimir o ambiente. Poderoso é quem transfere conhecimentos, promove o aprendizado, compartilha informações e empodera as pessoas. Líderes poderosos inspiram e contribuem para que o talento de cada indivíduo se revele. Esse é o verdadeiro sentido da relação poder x liderança.

* Ylana Miller é especialista em recursos humanos, professora de pós-graduação e
sócia-diretora da Yluminarh – Desenvolvimento Profissional (ylana@yluminarh.com.br)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: