O chefe quer ser seu amigo no Facebook, mas você resiste a aceitar. O que fazer?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O chefe quer ser seu amigo no Facebook, mas você resiste a aceitar. O que fazer?

O 'workologista' dá dicas de como enfrentar a situação sem se 'queimar' no emprego

blogs

14 de novembro de 2018 | 11h37

Foto: Pixabay

Acabei de receber uma solicitação de amizade no Facebook do meu novo supervisor imediato. Prefiro não aceitar. Particularmente, não gosto da direção que este novo chefe está tomando em nosso escritório, nem me importo com seu estilo de gestão. Mas realmente, mesmo se eu gostasse muito dele, acho que o pedido é assustador, e ultrapassa o seu papel.

Ainda assim, ele foi colocado na posição pela grande empresa global que recentemente adquiriu a nossa pequena empresa e, embora teoricamente ainda tenhamos muita independência, sei que na realidade esse novo gerente terá muita influência. No momento, meu plano é não atender diretamente ao pedido, a menos que ele o faça pessoalmente. Quais são seus pensamentos?  – Anônimo.

Rob Walker, o workologista, responde:

Ilustração: Gracia Lam / The New York Times

É mais ou menos uma aposta, mas por enquanto você provavelmente pode apenas ignorar a solicitação. Parece um gesto pro forma da parte dele, e talvez ele esqueça. Mas, caso ele toque no tema, ou se você quiser resolver isso de uma forma mais definitiva, há algumas coisas que você deverá fazer.

Mais importante, leve isso como um aviso útil para ter certeza de que você está totalmente no controle das suas configurações de privacidade do Facebook. Você pode exercer um bom controle sobre quem vê os seus posts, mas se, como muitos usuários do Facebook, você nunca se deu ao trabalho de cuidar isso, terá que se esforçar. Agora é a hora. Você pode encontrar guias detalhados on-line para ajudá-lo, mas, no mínimo, procure por “verificação de privacidade” no ícone “central de ajuda” em sua página inicial do Facebook.

Enquanto você está nisso, faça o mesmo para todas as contas de mídia social que você possui. Entenda as configurações de privacidade e como ajustá-las. Mesmo que você esteja determinado a continuar permanentemente desconectado desse gerente, é melhor saber como silenciar, bloquear ou controlar e limitar seu público-alvo on-line.

Se o novo chefe voltar ao assunto mais tarde — ou você só quiser deixar as coisas claras — você terá sua casa de mídia social em ordem. E, provavelmente, a melhor linha de ação depende de como e do quanto você realmente usa esses serviços.

Estou partindo do princípio de que você deve estar ativo no Facebook ou isso não seria importante para você. Nesse caso, não há nada de errado em simplesmente ter uma política pessoal de restringir seus contatos do Facebook a familiares e amigos próximos e dizer isso. Se você não o usa com frequência, pode dizer isso ao seu chefe — ou apenas aceitar o pedido dele, silenciá-lo e restringir o acesso dele às suas atividades.

Apenas tome cuidado: se você pretende limitar seu uso a assuntos e conexões pessoais significativos, e o chefe puder facilmente ver que você tem volumosos debates sobre o Lakers ou o novo álbum da Robyn, com legiões de colegas de trabalho no Facebook, você pode ter um problema. Portanto, verifique se você definiu suas configurações de privacidade corretamente, se atenha à verdade ou, idealmente, faça as duas coisas. / The New York Times

Tendências: