Profissional quer mais liberdade na empresa

Claudio Marques

26 de março de 2012 | 09h39

Pesquisa feita pelo site Trabalhando.com Brasil, com 500 trabalhadores, apontou que 55% dos entrevistados ficariam muito mais satisfeitos se pudessem ter horários flexíveis ou trabalhar em casa. Entre os demais, 29% querem ter bônus e benefícios extras, 14% preferem receber hora extra para fazer atividades fora do expediente (incluindo responder e-mails) e 2% desejam duas horas de almoço.
Para o diretor-geral do site, Renato Grinberg, adotar horários flexíveis e dar mais liberdade pode trazer resultados. “A empresa demonstra que confia e acredita na capacidade de seus funcionários identificarem seus direitos e obrigações. Assim, eles se sentem mais confiantes, passam a tomar mais iniciativas e dedicam-se mais à empresa.”

Tudo o que sabemos sobre:

Trabalhando.com Renato Grinberg

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: