Conheça sete motivos para buscar um processo de coaching

Conheça sete motivos para buscar um processo de coaching

E saiba quatro missões dos especialistas

Claudio Marques

16 de junho de 2014 | 09h42

(Imagem:SXC.HU)

 

A Federação Internacional de Coach (ICF) define o processo de coaching como uma parceria entre instrutores e participantes em um processo criativo e instigante com objetivo de maximizar o potencial e pessoal dos clientes. Não ficou muito claro? Tudo bem. A entidade, listou sete motivos pelos quais uma pessoa deve se interessar por um dos programas disponíveis no mercado. São elas:

Novidades –  Algo urgente, atraente ou excitante está em jogo (um desafio, meta de expansão, ou oportunidade)

Ausências – Existe na pessoa uma lacuna no conhecimento, nas habilidades, na confiança ou nos recursos

Desejos –  Ela tem a intenção de adiantar seus resultados 

Dúvidas –  A pessoa sente falta de clareza nas escolhas que tem de fazer

Desafios –  O sucesso começou a se tornar problemático

Desarmonia –  O trabalho e vida estão fora de equilíbrio

Desperdícios – Os principais pontos fortes e a melhor forma de aproveitá-los ainda precisam ser identificados

 

Se você considera que o processo pode ajudar, saiba o que esperar dos especialistas. Segundo a ICF, o coach devem demonstrar:

Sintonia –  Descobrir, esclarecer e alinhar-se com o que o participante quer atingir como objetivo

Apoio – Incentivar esse participante na autodescoberta

Inspiração – Extrair soluções e estratégias motivadas pelo cliente

Acompanhamento – Manter esse participante responsável e confiável

VEJA TAMBÉM:

Coaching, um termo com várias facetas

Processo ainda é confundido com mentoring e até com terapia

 

Tudo o que sabemos sobre:

coaching

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.