As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Financial Times’: Brasil faz ‘guerra de palavras’ no câmbio

Jornal nota que ameaças de comprar dólares não surtiram efeito no mercado

Carla Miranda

23 de setembro de 2010 | 12h33

O governo brasileiro está fazendo uma “guerra de palavras” contra investidores para tentar impedir ou amenizar a trajetória de alta do real, afirma o jornal britânico “Financial Times”.

O diário se refere às ameaças do governo de atuar mais fortemente no câmbio. Na última segunda-feira, 20, o governo deu uma autorização “sem limites” para que o Fundo Soberano do País compre dólares para conter a queda da moeda norte-americana.

As ameaças de intervenção, no entanto, não produziram impacto no mercado cambial, senão o de evitar uma apreciação maior, observa a reportagem. Isso significa que os investidores não estão muito confiantes de que essa decisão possa ter um efeito significativo.

O governo afirma que o uso do Fundo Soberano para comprar dólares não vai prejudicar as contas públicas. Mas o jornal rebate esse argumento apontando o exemplo da Suíça, que em julho usou o Banco Nacional Suíço para comprar dólares e, desde então, “perdeu” 14 bilhões de francos suíços nesse tipo de operação.

Leia a reportagem no site do “Financial Times” (em inglês)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.